Terceirizados cruzam os braços na UFPR por atraso no pagamento do vale-alimentação

0

82

Funcionários terceirizados da UFPR paralisaram as atividades nesta terça-feira, 22, devido ao atraso do pagamento do vale-alimentação. O valor do benefício, de R$ 330, deveria ter sido depositado há mais de duas semanas.

Os trabalhadores são contratados pela empresa WWServ, que alega que a UFPR tem atrasado repasses há três meses.

O Siemaco, sindicato que representa a categoria, confirma a paralisação, mas diz que a adesão é baixa. Dos cerca de 300 funcionários que prestam serviços de limpeza nos campi da UFPR, apenas 30 teriam cruzado os braços.

De acordo com o supervisor do Departamento Jurídico do sindicato, Alexandre de Oliveira, durante a manhã a organização correu os postos de serviço e orientou os funcionários a voltarem ao trabalho. “Como a adesão foi baixa, orientamos os trabalhadores que pararam a voltar”, justificou.

Alexandre de Oliveira também afirma que o Siemaco está tentando marcar uma reunião para a manhã desta quarta-feira, 23, a fim de acabar com o “jogo de empurra” entre a empresa WWServ e a UFPR. No entanto, o sindicato ainda não recebeu resposta para o ofício que enviou à universidade.

Não é a primeira vez que os terceirizados da UFPR entram em greve por atrasos no pagamento de salários e benefícios. A situação se arrasta desde o fim do ano.

Sandoval Matheus,
Assessoria de Comunicação Social do Sinditest-PR.

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X