Servidores públicos realizam reunião unificada para preparar campanha salarial 2016

0

O Fórum dos Servidores Públicos Federais se reúne neste fim de semana para realizar sua primeira reunião ampliada do ano. A reunião ocorre nos dias 16 e 17 de janeiro, em Brasília (DF) e debaterá a Campanha Unificada dos SPF para 2016 e os ataques que o governo federal tem promovido contra os servidores.

O Sinditest estará presente

O sindicato enviará dois representantes da categoria, Carlos Pegurski, da coordenação geral e Jaqueline Balthazar, da coordenação de saúde do trabalhador para participar do Fórum.

Para Carlos o movimento deve ter clareza de que o governo do PSDB e do PT estão com programas cada vez mais parecidos e que a luta é contra o governo e não contra alguma pasta específica. “Quando fizemos a luta contra o ajuste fiscal no ano passado o movimento próximo à Dilma disse que era um equívoco dizer fora Dilma porque fortaleceria a direita. Para eles tinha que ser dito fora Levy. Agora o Levy saiu e o que mudou? A gente não pode ter pudor, a tônica é que esse governo não é do trabalhador”, defende Carlos. A servidora Jaqueline aproveitou e comentou o anúncio desta semana de que Joaquim Levy é o novo diretor financeiro do Banco Mundial (BIRD).  “Ele caiu pra cima”, ironiza. Levy havia deixado a pasta da Fazenda em dezembro.

35

Em nota, o Fórum reafirma que a prioridade dessa reunião será rearticular ações para preparar a Campanha 2016 dos SPF (Servidores Públicos Federais), construindo as lutas com base na definição de eixos, pauta, estratégias de ação e calendário. “O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Público Federais tem papel fundamental na defesa dos serviços públicos e de seus trabalhadores. As lutas unificadas e as mobilizações nacionais são imprescindíveis para forçar o governo a se movimentar”.

Em 2015, os servidores protagonizaram lutas contra as medidas de austeridade do governo federal, resultado da política de ajuste fiscal, e ainda uma série de ações e de manifestações nacionais e nos estados, com o objetivo de enfrentar a privatização, a terceirização e precarização do serviço público e a redução de direitos trabalhistas. Diversas entidades dos SPF realizaram greves e os resultados foram diferenciados.

O membro da Secretaria Executiva Nacional a CSP Conlutas, Saulo Arcangeli, que também representa a entidade no Fórum, destaca que essa primeira reunião vai preparar os servidores para os enfrentamentos de 2016. “Vamos discutir a campanha salarial de 2016 na atual conjuntura de manutenção e ampliação dos ataques do governo Dilma aos direitos do funcionalismo e ao serviço público. O aprofundamento do ajuste fiscal, dos cortes no orçamento do setor público e o anúncio de uma nova reforma da previdência serão pontos fundamentais nas discussões e encaminhamentos da campanha em 2016”, destaca.

A atividade, que ocorre no Hotel Brasília Imprial, inicia-se às 9h do sábado (16). O primeiro dia de debates terá uma mesa de conjuntura, painéis e grupos de trabalho. No domingo (17), a reunião tem continuidade, a partir das 9h, com a socialização das discussões dos grupos de trabalho e os encaminhamentos. É necessário fazer a inscrição para participar da atividade (veja as instruções aqui).

Com edição da redação do Sinditest.

Fonte: CSP-Conlutas

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X