No 1º de Maio, Sinditest-PR participará de manifestação na Avenida Paulista

0
No dia 18 de setembro de 2015, uma passeata da CSP-Conlutas reuniu mais de 10 mil pessoas na Avenida Paulista. Na foto, parte da delegação do Sinditest-PR.

No dia 18 de setembro de 2015, uma passeata da CSP-Conlutas reuniu mais de 10 mil pessoas na Avenida Paulista. Na foto, parte da delegação do Sinditest-PR.

A principal avenida de São Paulo, a Paulista, será palco, no próximo domingo, 1º de maio, Dia do Trabalhador, de um ato “independente, classista e internacionalista”, uma manifestação que pretende fazer frente à atual polarização política do país, “contra Dilma (PT) e a alternativa de direita (PMDB, PSDB, DEM e outros)”, conforme nota convocatória divulgada pela CSP-Conlutas, central sindical à qual o Sinditest-PR é filiado.

Do Paraná, o Sinditest-PR e a CSP-Conlutas enviarão uma caravana, formada por dois ônibus. Para participar, os interessados da base devem entrar em contato pelo telefone (41) 3362-7373 e fornecer nome e número do documento de identidade. Um ônibus sairá de Foz do Iguaçu e passará por cidades do norte do estado. O segundo, da capital, partirá na noite de sábado, com retorno já no domingo, previsto para as 23 horas.

Greve geral
De acordo com a CSP-Conlutas, o objetivo do ato em São Paulo é “levantar a bandeira da defesa dos trabalhadores, no momento em que sofrem tantos golpes dos patrões e do governo. Entre eles, as demissões, a perda de direitos, a precarização da saúde e da educação públicas, as privatizações, as terceirizações e a precarização do trabalho, a reforma da Previdência, que ataca principalmente as mulheres, e a Lei Antiterrorismo, cujo efeito prático é ser anti-movimentos sociais”, diz o texto.

“Além disso, firmaremos nosso repúdio ao projeto de lei 257/16, que permite congelar os salários dos servidores públicos, cancelar reajustes, suspender concursos, estabelecer programas de demissões voluntárias (PDVs), barrar qualquer aumento para o salário mínimo, vetar a auditoria da dívida pública, entre outras medidas que prejudicam todos os trabalhadores”, completa.

A nota diz ainda que o objetivo final da central é organizar e unificar os trabalhadores para a construção de uma greve geral em todo o país.

A concentração para o ato acontece a partir das 9 horas da manhã de domingo, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Sandoval Matheus,
Assessoria de Comunicação do Sinditest-PR, com informações da CSP-Conlutas.

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X