Atividades de greve devem se intensificar no Agosto Vermelho

0

a41

Nesta manhã os trabalhadores criticaram o teor do ofício resposta à pauta da greve encaminhado pelo Ministério da Educação à FASUBRA na última quarta-feira (29). No Agosto Vermelho os trabalhadores pretendem intensificar ainda mais a greve para aumentar o poder de negociação, tanto local, quanto em Brasília.

Hoje uma caravana da base do Sinditest partiu para Brasília para se somar à Marcha dos SPFs, que acontece na quinta-feira (06) na Esplanada dos Ministérios.  Na avaliação dos servidores o ofício resposta apresentado pelo MEC é uma pró-forma do governo, uma resposta evasiva que não traz solidez para a negociação.

a42

Para Max Dias Colares, que acaba de voltar do Comando Nacional de Greve, a proposta de aumento de 21,3% parcelados é mais uma armadilha imposta pelo governo do que de fato uma proposta que atenda as necessidades da categoria.

Zé Carlos, dirigente do Sinditest, apontou que esse é o momento certo para intensificar a luta e radicalizar a greve. “O ofício, nós avaliamos, é um documento de enrolação. O governo está apostando na divisão da luta dos servidores, por isso a importância de fazermos o Agosto Vermelho”.

a43

Zé Carlos: “Esse é o momento da nossa luta ganhar visibilidade”

O Agosto Vermelho está em curso, mas é necessária a mobilização da categoria
Luta pelas 30 horas na UFPR!

Hoje, às 14 horas, haverá reunião de negociação da Pauta Local de Greve da UFPR. Os servidores irão priorizar e intensificar nos próximos dias a luta pela flexibilização da jornada de trabalho de 30 horas para todos os setores, com turnos contínuos na universidade, sem redução de salário.

Amanhã , a partir das 08 horas, com concentração no sindicato, haverá atividade de planfletagem nos setores da UFPR para chamar para a mobilização do dia 06 de agosto: Dia de Lutar pelas 30 Horas, Contra o Ponto Eletrônico.

Confirme presença no Evento do Facebook!

Negociação da Pauta Local de Greve na UTFPR

Amanhã, às 14 horas ocorre uma reunião na UTFPR Curitiba, Sede Ecoville, para discussão da pauta local. Segundo a servidora  Luciene Cremasco Marques, deve haver pressão para que a reitoria se posicione, pois desde que a pauta foi entregue, no dia 23 de julho, não houve nenhuma negociação. Na segunda-feira, dia 10, haverá nova reunião entre os trabalhadores sobre a pauta.

a44

Luciene Cremasco Marques, servidora na UTFPR: Estamos com a UFPR na luta pelas 30 horas!

Clique e confira a AGENDA DE GREVE, de 03 a 14 de agosto!

Adriana Possan
Assessoria de Comunicação do Sinditest

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X