ALERTA VERMELHO AOS ESTUDANTES

0

Reitor Zaki Akel está preparando a tomada do prédio do DCE, com medida de reintegração de posse e uso de força policial

Pronunciamento da Direção do SINDITEST-PR diante da ação de sabotagem contra o RU Central e a iminente intervenção policial

Estudantes,

A Direção do SINDITEST recebeu a informação de que a Reitoria está preparando a desocupação do prédio do DCE, através de medida de reintegração de posse, com uso de força policial.

Essa medida pode ser adotada a qualquer momento, principalmente diante da ação de sabotagem que acaba de ocorrer contra o RU Central, que não servirá refeições nesta sexta-feira, 10 de abril, porque está sem água. De acordo com informações que recebemos de estudantes no local, a falta de água no RU teria sido causada pela própria Reitoria da UFPR, que desejava privar o DCE de água, mas teria “cortado o cano errado”. Por sua vez, representantes da administração dos RUs afirmam que os membros da ocupação instalada no DCE teriam fechado os registros da caixa d’água do prédio.

De qualquer forma, este acontecimento apenas facilita a vida do Reitor Zaki Akel, que conseguirá agora apoio de parte da comunidade universitária para forçar a desocupação e retirar o DCE dos estudantes.

Violência, demagogia e oportunismo: marcas registradas do Reitor

Zaki Akel não hesitou em usar a violência policial contra a comunidade para aprovar a adesão da UFPR à EBSERH. Como todos lembram, a batalha do dia 28 de agosto terminou com vários feridos e um estudante preso, de forma ilegal, pela Polícia Federal.

Se o Reitor Zaki Akel conseguir se apossar do prédio do DCE e interditá-lo para “reformas”, essa será uma grave derrota para o movimento estudantil da universidade, que dificilmente conseguirá retomar o prédio, perdendo assim seu espaço de organização.

UM AGRAVANTE: A DIRETORIA DO DCE APOIA O REITOR ZAKI AKEL

Gostaríamos de dizer fraternalmente a todos os coletivos do movimento estudantil que, em nossa opinião, a ocupação que existe atualmente no DCE prejudica os estudantes da UFPR, fortalecendo apenas o reitor Zaki Akel e sua política de arrancar dos estudantes o seu espaço de organização. A presença de uma ocupação no prédio, alheia ao movimento estudantil, que nada tem a ver com a luta dos estudantes, facilita também a política da direção atual do DCE, ligada ao PT e à UNE, que “lavou as mãos” e está esperando nos bastidores, ao lado do Reitor, que “a polícia faça o seu trabalho”.

Não cabe a nós, trabalhadores da UFPR e membros da direção do sindicato, decidir o que os estudantes devem ou não fazer com seus espaços de organização, conquistados, a propósito, com muita luta.

No entanto, gostaríamos de sugerir ao movimento estudantil da UFPR que recupere o DCE. Em vez de assistir a polícia proceder à desocupação do prédio e depois entregá-lo ao Reitor, os próprios estudantes devem recuperar seu espaço de organização, solicitando aos membros da ocupação que desocupem o prédio. Posteriormente, se o prédio necessita de reformas, os próprios estudantes devem solicitar que os reparos sejam feitos, sem perder, em momento algum, o controle sobre sua sede. O DCE pertence aos estudantes da UFPR e deve estar a serviço de sua organização e fortalecimento do movimento estudantil – não é o que está acontecendo sob a ocupação.

ÚLTIMO ALERTA

O Reitor Zaki Akel é especialista em demagogia. Durante a greve de 2014, diante do fechamento dos RUs, afirmou que os estudantes são “seres humanos” e que “precisam se alimentar”, pois “a alimentação é uma necessidade básica dos seres humanos”.

No entanto, foi apenas graças a uma luta ferrenha dos estudantes, nas greves de 2011 e 2012, que eles passaram a ser seres humanos também no café da manhã, também nas férias, também aos sábados, domingos e feriados. Nenhum reitor, nenhum administrador da universidade jamais propôs que os RU’s servissem café da manhã, janta aos sábados, ou refeições nos feriados. Isso só foi conquistado pela luta do movimento estudantil.

Não devemos acreditar nos discursos demagógicos do Reitor. Se o prédio do DCE for capturado pela Reitoria, com a ajuda da polícia, esse será o primeiro passo para que o Reitor possa atacar as conquistas dos últimos anos. Frente aos cortes de verbas causados pela política desastrosa da presidente Dilma Rousseff, a medida óbvia a ser adotada pela reitoria seria retirar recursos da assistência estudantil, como vários reitores estão fazendo país afora. Antes de fazer isso, porém, o Reitor precisa saber se pode roubar o DCE dos estudantes sem que eles reajam.

A hora de agir é agora!

Diretoria do SINDITEST – Gestão Sindicato é pra Lutar!

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X