TAE’s sabatinarão direção da UTFPR sobre câmpus Neoville

0

im41

 

A direção do câmpus Curitiba da UTFPR será novamente questionada sobre a sede Neoville, em reunião nesta sexta-feira (12), das 14h às 16h, no auditório. O Sinditest convida as servidoras e os servidores técnico-administrativos para sabatinarem o diretor César Augusto Romano sobre o processo de transferência para a nova sede, que tem sido conduzido de forma negligente, apressada e pouco transparente.

A última reunião com a direção, realizada no dia 13 de julho, foi marcada pelo boicote às perguntas dos servidores e servidoras e pelo discurso de tom institucional. A incerteza de como e quando se dará a transferência está tirando o sono dos trabalhadores e trabalhadoras, que exigem respostas. Para evitar que o encontro se transforme novamente em palco para direção, o Sinditest comunicou Romano sobre o formato da sabatina. Primeiro, os e as TAE’s farão suas intervenções, depois, a instituição dará explicações.

De acordo com o servidor técnico-administrativo da UTFPR e coordenador geral do Sinditest, Carlos Pegurski, não existe nem suporte da gestão federal para a transferência nem projeto de ocupação. Orçamento, muito menos. O prédio localizado na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), que foi adquirido no fim de 2014, sequer está pago. Há parcelas previstas até 2017 para quitar o valor total de R$ 65 milhões.

Falta de estrutura

A nova sede funcionará em um prédio composto por dois barracões. O galpão que será destinado aos departamentos era o chão de fábrica da antiga Siemens. O local não tem a mínima condição de abrigar atividades acadêmicas. “É um barracão fechado com pé direito alto e sem janelas. Como é que vão colocar laboratórios, que muitas vezes têm maquinário barulhento, ao lado de salas de aula?”

O coordenador lembra que não há recursos para realizar as adequações necessárias. “Não tem financiamento, não tem dinheiro para reforma. Com o ajuste fiscal que a educação está sofrendo, não está tendo dinheiro nem para custear o câmpus Curitiba, quanto mais para construir a nova sede”, afirma.
Apesar de não haver estrutura adequada, o curso de Educação Física foi transferido para a sede Neoville no início deste ano.

Insegurança

O que mais preocupa o Sinditest é a segurança das alunas e trabalhadoras, ressalta o coordenador. “Temos receio de que essa transferência apressada abra brechas para que ocorra aqui o que ocorreu na UFG [Universidade Federal de Goiás]. Lá, com o ajuste fiscal, cortaram verbas da iluminação e da segurança. A consequência foi que o número de estupros subiu de forma alarmante. Quem é o gestor que vai garantir que sem estrutura adequada as mulheres da comunidade universitária não serão expostas a esse risco?”, indaga.

Como em qualquer situação crítica, são os socialmente mais frágeis os mais penalizados. “Tem laboratório que encerra o funcionamento às 22h. O trabalhador estará seguro para voltar para casa de ônibus nesse horário? Ele terá de se planejar para comprar um carro? Em caso de necessidade, o professor vai ter dinheiro para pegar um táxi. Mas e o servidor? E o aluno?”

Carlos lembra que a sede Neoville faz fundos com o Parque do Trabalhador, uma área perigosa da CIC. “O Sinditest não é contra a transferência. Nós acreditamos que inserir a universidade em uma comunidade em situação de vulnerabilidade social vai aproximá-la da realidade da população e contribuir com os projetos de extensão. No entanto, a ocupação da nova sede tem de ser feita de forma segura, adequada, com uma data certa, fixada com antecedência. Nós estamos lutando para garantir isso.”

Desde a compra do prédio, o diretor do câmpus Curitiba da UTFPR vem anunciando novas datas para a transferência a cada início de semestre. Os servidores e servidoras ficam alarmados com essa incerteza, sem saber o que farão com seus aluguéis, com a creche de seus filhos, com o meio de transporte para o trabalho. A última previsão é de que a mudança para a sede Neoville seria concluída em 2018, mas, com a falta de estrutura e verba, tudo indica que ela não será cumprida.

Compareça à sabatina! Não deixe de participar, é o seu futuro que está jogo!

Assessoria de Comunicação e Imprensa do Sinditest – PR

 

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X