Servidores públicos fazem hoje manifestação nacional contra reajuste fiscal do governo

0

O funcionalismo público recebeu com muita indignação o novo pacote do governo com cortes de R$ 26 bi no orçamento e que atinge a categoria em cheio. O segmento garantiu que vai engrossar a mobilização chamou para hoje uma manifestação nos estados em Brasília, com atos e paralisações.

O Fórum  irá elaborar um manifesto com a rejeição ao pacote de ajustes do governo. Protocolar o documento na Presidência da República, Presidência do Senado e Presidência da Câmara dos Deputados.

Para o dirigente da CSP-Conlutas, Paulo Barela, a manifestação de hoje é a resposta do Fórum das Entidades Nacionais dos SPF para enfrentar mais esse brutal ataque ao setor. “Vamos mostrar que não aceitamos esses ataques. Que os ricos pagem pela crise. construir imediatamente a Greve Geral”, convoca.

Pacote de arrocho 

Os servidores rechaçaram o novo pacote de arrocho, que entre as medidas prevê o congelamento dos salários de todo o funcionalismo. De acordo com o pacote, o reajuste, que ocorreria em janeiro de 2016, será apenas em agosto de 2016. Outro ataque é a não realização de novos concursos públicos.

Ambos os cortes representam um roubo de R$ 8,5 bilhões do bolso dos servidores (R$ 7 bilhões do reajuste e R$ 1,5 bilhões dos concursos). Essa economia tem o único objetivo de pagar os juros da dívida pública, ou seja, entregar dinheiro para os banqueiros.

O governo vai cortar ainda o abono permanência (isenção do pagamento do Plano de Seguridade Social do Servidor), que é concedido para o servidor que já atingiu idade e tempo para a aposentadoria, mas que ainda permanece na ativa. Caso seja aprovada a medida, o servidor público optará por se aposentar já que não terá mais a garantia desse benefício, se continuar a trabalhar.

Com isso, todos os trabalhadores serão afetados, pois haverá uma diminuição de servidores públicos na ativa para o atendimento da população e consequentemente o agravamento da situação já caótica no setor.

Veja aqui outros ataques que prevê a medida

Fonte: CSP-Conlutas

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X