Reabertura do RU do Botânico colocará em risco trabalhadores e estudantes!

0

Servidores estão apavorados e denunciam a falta de segurança para trabalhar no prédio! Rachaduras podem ser vistas do teto até o chão!

Foto mostra situação atual do Restaurante Universitário do Botânico.

Desde de dezembro de 2014 o RU Botânico está interditado por apresentar diversas fendas e rachaduras, visivelmente com problemas estruturais sérios. No entanto, hoje (27), a Pró-reitora de Administração da UFPR autorizou a reabertura do RU Botânico para a próxima quarta-feira, dia 04 de março. Os trabalhadores, tanto servidores quanto terceirizados, estão com muito medo de ir trabalhar, pois pode haver risco de desabamento.

Atualmente cerca de 70 trabalhadores atuam no restaurante. Além disso, estudantes e visitantes também estão ameaçados. São atendidas por dia em média 2400 pessoas no RU Botânico.

As rachaduras aumentaram! A situação está muito pior e muito mais grave que no ano passado!

Servidores denunciam que uma coluna inteira de pastilhas (foto) desprendeu da parede de entrada do prédio recentemente por conta das rachaduras. Mas elas já são velhas conhecidas. Desde o início de 2014 elas já eram percebidas e agora a situação está pior. Uma servidora conta que a rampa da entrada está com pelo menos 5 centímetros de rebaixamento e que dentro do prédio dá pra ouvir estalos vindos das vigas de concreto.

Os servidores contam ainda que nas estruturas que sustentam a caixa d’água do prédio as rachaduras estão enormes. Isso sem contar as rachaduras menores que surgem a cada dia. Tudo isso pode ser visto a olhos nus e nenhuma reforma foi feita até agora!


A UFPR está sendo negligente e irresponsável!

A Pró-reitora de Administração sem resolver a situação autorizou a reabertura do RU Botânico, mesmo após meses recebendo frequentes relatos e denúncias de servidores e do sindicato. O que mais chama atenção é a unidade foi inaugurada em 2012 e custou mais de R$3 milhões e em menos de três anos está ameaçada de não parar em pé!

Em maio de 2014, durante a greve dos TAE’s o Sinditest publicou um boletim de denúncia para alertar sobre a situação de todos os RU’s e reivindicar melhorias urgentes, em especial ao RU do Botânico. Na ocasião um parecer da COSEDI, órgão de fiscalização municipal, solicitou um laudo técnico que deveria ser emitido em 10 dias e recomendou que reparos urgentes fossem feitos pela UFPR. Nem uma coisa, nem outra aconteceu! O RU Botânico continua sem condições de utilização e representa uma ameaçada para os trabalhadores, estudantes e demais usuários.

O caso é muito sério, grave e urgente!

O Sinditest está acompanhando o caso e exige a máxima urgência na reparação da estrutura do prédio. Alertando novamente que não podemos deixar uma tragédia como a da boate de Santa Maria (RS) acontecer na Universidade Federal do Paraná!

ASCOM Sinditest

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X