Nota de esclarecimento: sobre as negociações da pauta local entre reitoria da UFPR e Comando Local de Greve/Sinditest-PR

0

a10

Aparição episódica: o reitor Zaki Akel não compareceu a nenhuma das outras cinco reuniões de negociação.

A reitoria da UFPR, através de sua assessoria da comunicação, publicou nota na última sexta-feira, 28 de agosto, sugerindo que o Sinditest-PR ou o Comando Local de Greve se abstiveram de comparecer à reunião de negociação que a administração teria convocado para o mesmo dia, às 17h. A nota sugere, de modo indireto, que o Sinditest-PR estaria desprezando a negociação.

Na verdade, essa reunião foi convocada de forma unilateral e repentina pela reitoria, exclusivamente através de um e-mail enviado ao sindicato no final da tarde de quinta-feira, 27, ou seja, na véspera. Nenhum representante da administração da UFPR se deu ao trabalho de confirmar, por telefone ou qualquer outro meio, se o Sinditest-PR ou o Comando Local de Greve teriam disponibilidade de agenda.

Reitoria cancelou a reunião da quarta-feira, 26
No entanto, a causa real desse “desencontro” foi um ofício enviado ao sindicato, em que a pró-reitora Laryssa Born cancela a reunião de negociação agendada para a quarta-feira, 26, e sugere ao Sinditest-PR que agende nova reunião para a primeira semana de setembro. Ora, primeira semana de setembro é diferente de sexta-feira, 28 de agosto, às 17h.

Outro detalhe curioso da postagem no site da UFPR é a foto em que aparecem os dirigentes da universidade, entre eles o reitor Zaki Akel, que não participou, até o momento, de nenhuma das reuniões de negociação já realizadas. Como a própria nota diz, “A administração da UFPR já se reuniu cinco vezes com a representação do sindicato e as negociações envolveram inclusive pautas específicas de servidores do Hospital de Clínicas”. Só esqueceram de dizer que o reitor Zaki Akel não compareceu a nenhuma delas.

Comando de Greve mantém disposição para diálogo e negociação
Apesar do tom com o qual a reitoria da UFPR costuma se referir ao Sinditest-PR no site da universidade, mantemos a disposição para o diálogo e a negociação.

Um processo de negociação é uma via de mão dupla. Exige respeito de ambas as partes. Quando a reitoria cancelou a reunião de quarta-feira, alegando impossibilidade de comparecer, entendemos a situação e nos dispusemos a reagendar para a primeira semana de setembro.

Da mesma forma, devemos observar que nem o Comando de Greve nem o sindicato estão à disposição do reitor, que, aparentemente, decidiu fazer uma aparição episódica. Parte do respeito que devemos ter pelas partes envolvidas num processo de negociação é realizar reuniões em horários em que ambas possam comparecer.

A Diretoria,
Sinditest-PR.

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X