Nota contrária à tentativa de extinção do projeto original da UNILA

0

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) vem sendo alvo de ataques pelo deputado Sérgio Souza (PMDB), parlamentar contrário às investigações penais contra o presidente Michel Temer e mencionado na Operação Carne Fraca.

O deputado elaborou uma Emenda Aditiva à Medida Provisória nº 785/2017 objetivando descaracterizar a originalidade do projeto universitário de integração latino-americana.

A surpresa se deu pelo fato de a proposta do deputado não ter sido proveniente de um debate amadurecido na sociedade, mas veio a partir de impressões pessoais, ideológicas e superficiais, demonstrando profundo desconhecimento de quem nunca esteve na UNILA.

XENOFOBIA SELETIVA

É importante enfatizar que a UNILA não possui apenas estudantes hispano-americanos(as), mas também possui dezenas e dezenas de professores(as) doutores(as) estrangeiros(as). A instituição absorveu diversos(as) pesquisadores(as) que os países vizinhos levaram pelo menos quatro décadas de muito esforço para formar, e que agora estão trabalhando no Brasil, contribuindo também na formação acadêmica e no desenvolvimento científico e tecnológico da região.

Cabe questionar se a xenofobia do deputado é apenas em relação à presença de cerca 30% do nosso corpo discente ou em relação a esse capital humano científico também?

MULTICULTURALIDADE

Foz do Iguaçu é uma cidade multicultural, onde convivem mais de 80 etnias, incompatível com a visão segregadora proposta na Emenda Aditiva. Nesse sentido, pode-se constatar sérios problemas de identidade expressos nas agressões do deputado do PMDB. Sua atitude traduz um comportamento de quem ainda não percebeu que como o(a) brasileiro(a) também é latino-americano(a), que assumir isso não suprime as identidades nacionais, nem prejudica a economia regional, pelo contrário, as fortalece ainda mais.

A UNILA DE PORTAS ABERTAS PARA A REGIÃO

O deputado parece acreditar que o fato de estudantes estrangeiros(as) estudarem no Brasil prejudica os(as) brasileiros(as). Isso não é verdade. A presença de estudantes de outros países promove um enriquecimento cultural e contato com outras línguas, sem comprometer o acesso dos(as) brasileiros(as) à UNILA. Ela atende a demanda da região para a grande maioria de seus 29 cursos de graduação e 8 de mestrado. A universidade atua fortemente para promover o ingresso dos(as) estudantes de Foz do Iguaçu e região. Uma das inúmeras ações de extensão voltadas para a comunidade local é o Cursinho Ingressa, que prepara gratuitamente alunos(as) do ensino médio da cidade para o Enem.

PARANOIA COMUNISTA

É preciso abandonar de vez pensamentos macarthistas e paranoias bolivarianistas anacrônicas, como se o muro de Berlim nunca tivesse caído. Não se pode confundir política de estado com política de governo. O principal motivo da agressão do deputado é ideológico e político-partidário. Se todo governo tiver implicância com a obra deixada pelo governo anterior, não haverá continuidade no desenvolvimento da sociedade.

DUPLICIDADE

Já existem outras instituições de ensino superior, públicas e gratuitas, presentes no oeste do Paraná – UFPR, UTFPR, IFPR, UNIOESTE, estimadas parceiras da UNILA. Todas contribuem com o desenvolvimento regional e devem ser fortalecidas e respeitadas em suas características próprias e não atacadas ou substituídas. Suas peculiaridades temáticas não são excludentes e sim complementares.

AGRADECIMENTO

Nós, técnicos(as) administrativos(as) em educação, gostaríamos de agradecer a todos que, individualmente ou como organização social, expressaram seu apoio e seu carinho à UNILA. Ciente que estamos e sempre estaremos juntos na defesa da recomposição do estado democrático e do desenvolvimento social.

Nota dos(as) técnicos(as) administrativos(as) em educação da UNILA contrária a tentativa de extinção do seu projeto original.

Compartilhar.

Autor

Comments are closed.

X