Docentes e técnicos das universidades estaduais do Paraná mantém greve geral

0

A ocupação da ALEP terminou, mas a greve continua! 


Os docentes e técnico-administrativos das sete universidades estaduais do Paraná mantém greve contra o pacote de ajustes do governador Beto Richa, que afeta diretamente os servidores públicos estaduais. Os grevistas pedem a revogação do pacote de ajustes do governo do estado, a revisão da criação do fundo de pensão privado para os servidores estaduais, o pagamento do 1/3 de férias e a manutenção da autonomia universitária.

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) entrou em greve na segunda (9). A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) teve assembleia na quarta-feira (11) e aprovou por unanimidade greve por tempo indeterminado. Na Unioeste a greve começa no sábado (14).

As outras universidades estaduais, que já estão em greve, são: Universidade Estadual de Londrina (UEL), Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

*Com informações de CSP-Conlutas e imagem de Vírus Planetário (Thiago Silva). Edição da redação do Sinditest.

Fonte: ANDES-SN

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X