Assembleia geral define novas ações de luta

0

A base do Sinditest aprovou um calendário de novas lutas para esta segunda etapa da Greve Contra a PEC 55 – após a aprovação da Proposta em primeiro turno no Senado Federal –, na assembleia geral realizada nesta sexta-feira (2), da Tenda da Greve, no pátio da Reitoria da UFPR. A votação em segundo turno da PEC deverá ser realizada no próximo dia 13, terça-feira.

Agenda

No domingo (4), às 9h30, os(as) trabalhadores(as) se reunirão no Cavalo Babão, no Largo da Ordem, para distribuir aos(as) visitantes da feirinha o jornal informativo sobre os impactos da PEC na saúde e na educação públicas.

Às 14h da segunda-feira (5), haverá reunião do Comando Estadual de Greve (CEG), com posterior panfletagem. Na terça-feira (6), às 9h30, será realizada assembleia geral, na Tenda da Greve.

Quinta-feira (8), às 9h, a segunda parte da oficina Combate ao Racismo e o Mito da Democracia Racial será promovida na Tenda da Greve, com a coordenadora de Administração e Finanças Mariane Siqueira.

Na sexta-feira (9), às 9h30, haverá assembleia geral, na Tenda da Greve.

Dia 11, domingo, a partir das 16h, será realizado um grande ato de rua contra a PEC 55, organizado pelo movimento CWB Contra Temer em parceria com sindicatos e com a juventude universitária e secundarista. A concentração será na Praça do Casal Nu. Confirme aqui sua presença.

Assembleia FUNPAR

A coordenadora da pasta de Aposentados Maria Aparecida Oliveira trouxe informes sobre a categoria FUNPAR. Mais uma vez, os(as) trabalhadores(as) não receberam o vale transporte. Além disso, estão sofrendo com o não funcionamento do refeitório do Hospital de Clínicas (HC) para funcionários(as). 

Na segunda-feira (5), a partir das 10h, será realizada assembleia da FUNPAR para discutir essas questões, no auditório do 7º andar do anexo B do hospital.

Para informar os(as) trabalhadores(as) da FUNPAR sobre a assembleia, a base programou a realização de um “arrastão” com panfletagem pelo HC, a partir das 6h30 da segunda-feira (5).

Acórdão do STF

O advogado do Sinditest Anderson Santos deu um informe jurídico sobre a decisão favorável do STF ao corte de ponto de servidores(as) em greve. “O que aconteceu ontem foi a publicação do voto de um dos ministros do STF, Luís Roberto Barroso. O que significa isso? Não significa nada. O acórdão ainda não foi publicado e, portanto, não está vigendo. Não há uma obrigatoriedade de aplicação dele. Por enquanto, permanecem as mesmas regras que valiam até então”, tranquilizou.

O coordenador de Combate às Opressões Anderson Spier Gomes informou a base de que as negociações referentes ao ponto dos(as) servidores(as) estão sendo feitas com as três reitorias: UFPR, UTFPR e UNILA. “Nós protocolamos na sexta-feira passada uma minuta com nossa proposta de negociação aqui na UFPR, conforme foi solicitado pelo Zaki”, relatou Anderson.

30 horas

A coordenadora de Comunicação Carla Cobalchini passou informes sobre o Conselho Universitário (COUN) da UFPR, realizado ontem (1º). De acordo com ela, dois professores que pertenciam à Comissão das 30 horas – e sempre atuavam buscando dificultar o andamento dos processos – pediram fala e argumentaram que a Controladoria Geral da União (CGU) recomenda revogar a concessão da jornada flexibilizada, e que os CPFs dos(as) conselheiros(as) estão “em risco” em caso de desobediência.

Em seguida, a pró-reitora de Gestão de Pessoas, Laryssa Martins Born, reforçou esse posicionamento. “Nós rebatemos, discutimos e apresentamos um relatório com processos para serem homologados, um relatório impecável do ponto de vista da análise e dos critérios. E um dos conselheiros de extrema-direita, o Tibiriçá, pediu vistas do relatório. Ele tem até duas sessões do COUN para apresentar um parecer”, informou Carla.

Diante do cenário de tentativa de restrição da concessão da jornada flexibilizada, a coordenadora propôs incluir as 30 horas na pauta da negociação de greve com o reitor, o que foi aprovado pela base na assembleia.

Luisa Nucada,
Assessoria de Comunicação e Imprensa do Sinditest-PR.

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X