Assembleia aprova continuidade da Greve Contra a PEC 241

309

im130

No dia seguinte à aprovação em segundo turno da PEC 241 na Câmara dos Deputados, a base do Sinditest mostrou que continuará firme na resistência contra a precarização do serviço público. Em assembleia geral, técnicos e técnicas da UFPR, UTFPR, UNILA e FUNPAR aprovaram a continuidade da greve por tempo indeterminado, nesta quarta-feira (26), no pátio da Reitoria da UFPR.

Todas as instituições, incluindo a FUNPAR, já estão notificadas e há segurança jurídica para manter a paralisação. A greve deve durar enquanto a PEC 241 estiver em tramitação, portanto, até fins de novembro ou início de dezembro.

“A PEC foi aprovada ontem com 359 votos, nós sabemos que não tem como mudar a cabeça desses deputados, eles estão do outro lado da trincheira. O que nós estamos fazendo é a disputa da consciência das pessoas, para quando elas ouvirem um discurso a favor do ajuste fiscal, elas saibam que não é bem assim. Não estamos debatendo carreira, reajuste salarial, estamos fazendo o debate do futuro do serviço público! Em nome da direção do Sinditest, estamos muito felizes de construir essa greve. Vamos crescer!”, declarou a coordenadora de Comunicação Carla Cobalchini.

Na assembleia, a base aprovou comandos de greve local e nacional, para organizar as atividades, e atribuir funções. Nova assembleia foi aprovada para o dia 1º de novembro, terça-feira, às 10h, na tenda da greve, no Pátio da Reitoria da UFPR.

Fundo de Greve

A manutenção dos delegados no comando nacional de greve, bem como as atividades de greve pelo estado inteiro, caravanas e outras ações, dependem de um fundo extra, o fundo de greve. A própria FASUBRA, quando deflagra a greve, passa a cobrar o fundo de greve das entidades de base.

Assim, para garantir o debate e garantir a sustentabilidade da nossa greve, esse ponto será discutido e deliberado na próxima assembleia, que ocorrerá na terça-feira, 1º de novembro, na tenda da greve. Lembrando que o fundo de greve é um fundo extraordinário e relacionado apenas ao período de greve.

Reforma da Previdência

im131A aprovação em segundo turno da PEC 241 abre espaço para o próximo ataque do governo Temer, a reforma da Previdência. Para desconstruir os falsos argumentos que justificariam as mudanças que vão dificultar a aposentadoria, o professor Richard Araújo, do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP), dará uma palestra na tenda da greve, no pátio da Reitoria da UFPR, às 10h, nesta quinta-feira (27).
Conjuntura nacional e internacional

A advogada trabalhista e estudante da pós-graduação da UFPR e da UTFPR Gabriela Caramuru foi convidada a abrir a assembleia desta quarta-feira. Ela defendeu o projeto dos trabalhadores e trabalhadoras para sair do quadro de desemprego: a redução da jornada de trabalho.

Gabriela falou sobre a divisão internacional do trabalho como origem da superexploração da classe trabalhadora brasileira. Como o Brasil exporta matérias-primas a preço baixo e importa produtos com tecnologia dos países centrais, o grande empresariado nacional sai no prejuízo.

“Como essa transferência de capital para os países centrais é compensada? Com a superexploração dos trabalhadores. O grande empresariado garante seu lucro através de baixos salários, grandes jornadas de trabalho e intensificação do ritmo de trabalho”, expôs.

O projeto neoliberal do governo Temer para que os grandes empresários e os banqueiros tenham cada vez mais lucro, é retirar direitos dos(as) trabalhadores(as), implantar projetos de terceirização e terceirização, reformar a previdência e cortas investimentos sociais, de acordo a advogada. “Esse é o projeto de 1% dos brasileiros.”

“O projeto da esquerda, o projeto de 99% dos trabalhadores, é a redução da jornada de trabalho, para que sobre trabalho e outros trabalhadores possam ser contratados. Com jornadas menores, a população vai poder ter tempo livre para o lazer e para a família, vai viver mais e ter mais qualidade de vida”, defendeu Gabriela.

Luisa Nucada,
Assessoria de Comunicação e Imprensa Sinditest-PR

Compartilhar.

Autor

309 Comentários

  1. Adapted drink of stromectol tablets for humans. ivermectin tablets dosage is best captivated as a individual dosage with a non-restricted eyeglasses (8 ounces) of water on an empty need (1 hour to come breakfast), unless in another manner directed by your doctor. To forbear clear up your infection, rip off this prescription precisely as directed. Your doctor may penury you to take another amount every 3 to 12 months. Your doctor may also prescribe a corticosteroid (a cortisone-like nostrum) to save unfailing patients with river blindness, mainly those with stony symptoms. This is to steal convert the sore caused on the extermination of the worms. If your doctor prescribes these two medicines together, it is eminent to take the corticosteroid along with how to treat heartworms with ivermectin. Gain possession of them exactly as directed close your doctor. Do not miss any doses. Dosing. The measure of this nostrum will be special for peculiar patients. Comprehend your doctor’s orders or the directions on the label. The following information includes only the standard in the main doses of this medicine. If your dose is another, do not modify it unless your doctor tells you to do so. The amount of medicament that you clutch depends on the strength of the medicine. Also, the crowd of doses you find suitable b leave each period, the time allowed between doses, and the length of without delay you study the physic depend on the medical mess in behalf of which you are using the medicine.

  2. It was adroit to regard Dr Cheng’s honour and zithromax 500 mg tablet whereabouts in your latest controversy of Bad mood Connection. Our puppy, Charlie was sold to us with a certainly cough. Two conflicting vets treated him with antibiotics and charged me across $300.00 yet Charlie kept coughing exceptionally shamefully in the early mornings. In the long run the breeder figured out our pup’s diagnosis and sent me to Cheng.

Leave A Reply

X