Sinditest elege delegados para a Plenária da FASUBRA e debate conjuntura do país no Dia Nacional de Paralisação do TAEs

0

A Assembleia Geral aconteceu no Pátio da Reitoria da UFPR.

O Sinditest realizou Assembleia Geral nesta manhã para eleição de delegados (as) para a Plenária Nacional da FASUBRA que acontecerá no Rio de Janeiro nos dias 07 e 08 de março. Três delegados foram eleitos e irão representar os TAE’s da UFPR, IFPR, UNILA e UTFPR no encontro. A Assembleia integrou as atividades do Dia Nacional de Luta e Paralisação dos Servidores Técnico-administrativos que está ocorrendo neste 03 de março em diversas universidades pelo país.

Luiz Fernando Mendes, Max Dias e Maurício Souza serão delegados do Sinditest na Plenária Nacional da FASUBRA que acontece no próximo final de semana.

A paralisação dos TAE’s faz parte do calendário de lutas aprovado na última plenária da Federação e pretende chamar atenção do Governo Federal para a negociação da pauta unificada dos SPF’s na Campanha Salarial 2015. Dentre os principais itens da pauta dos TAEs estão o reajuste salarial linear de 27,3%, data-base, 30 horas sem redução salarial, pararidade de benefício entre os poderes e a revogação da EBSERH e FUNPRESP.

(Acesse aqui informações sobre a caravana para o ATO contra a EBSERH no RJ)

Após a Assembleia os trabalhadores participaram do Painel sobre a situação do serviço público federal. Érika Andreassy, do ILAESE, foi convidada pelo sindicato a apresentar uma análise da conjuntura política estadual e nacional. Érika pontuou que as manifestações de junho de 2013 abriram uma nova situação no país, iniciando vários processos de mobilização. “Nós estamos presenciando processos de luta muito importantes e é mais que necessário unificar as lutas e construir paralisações, construir greve geral, pra derrotar de fato os planos do Governo Dilma”, aponta.

Da esquerda para a direita: Carla Cobalchini (diretora do Sinditest), Érika Andreassy (ILAESE), Maria Aparecida Oliveira (diretora do Sinditest) e Carmem Luiza Moreira (diretora do Sinditest).

Segundo Érika não é por acaso que mal passou a eleição o Governo Federal já vem com um pacote de maldades que mexe nos direitos trabalhistas e previdenciários e penaliza os setores menos favorecidos, como é o caso da MP 664 e MP 665. Ela alerta que no serviço público o ataque também é muito forte, com a implantação de uma série de medidas, como por exemplo, as privatizações e o arrocho no funcionalismo público, e a tendência agora é que isso se aprofunde.

Eliton Carlos da Silva, diretor do SindSaúde-PR,  também compôs a mesa e passou informes sobre a greve dos servidores estaduais  da saúde. O sindicalista pontuou que nesse momento de duros ataques do estado e da União a única saída é unificar as reinvindicações, como tem acontecido com os servidores públicos paranaenses contra o Pacotaço de Beto Richa.

Para Mariane Siqueira, técnica administrativa da UFPR, a greve dos servidores estaduais já se tornou um exemplo nacional de luta. A servidora lembrou que o que os servidores do estado estão passando não é diferente do que os servidores federais estão passando. “Os ataques do Governo Dilma, os ataques do Governo Beto Richa e os ataques dos patrões em geral são todos pra fazer com que nós trabalhadores paguemos pela crise. Só que essa crise não é nossa. Enquanto os banqueiros estavam nesses 12 anos de governo do PT lucrando bilhões e mais bilhões, alguém veio perguntar pra nós se a gente queria dividir o lucro? Não, mas na hora de dividir o prejuízo os empresários querem que a gente pague esse preço”, recorda Mariane.

A diretora Carla Cobalchini agradeceu a presença de todos (as) e pontuou que a paralisação no dia de hoje já está superando as expectativas, passando o informe de que os servidores da UNILA, em Foz do Iguaçu, aderiram à Paralisação. O Dia Nacional de Paralisação convocado pela FASUBRA termina amanhã às 07 horas. Na tarde de hoje uma comissão irá visitar o acampamento da greve dos servidores estaduais para prestar solidariedade e apoio na luta.

Deu na IMPRENSA!

Assista AQUI a reportagem da Record News/Rede Mercosul sobre a Paralisação na UTFPR, UFPR, IFPR e UNILA !

Assista AQUI a reportagem da TV Tarobá sobre a Paralisação dos TAEs da UNILA, em Foz do Iguaçu!

TAEs de Curitiba e inteior do estado aderiram ao Dia Nacional de Luta e Paralisação.

ASCOM Sinditest

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X