Jandaia na batalha pelas 30 horas

0

78

Os servidores técnicos administrativos da UFPR de Jandaia do Sul realizaram assembleia local na última terça, 22, com a presença da direção do campus, para buscar a implementação da jornada flexibilizada de 30 horas semanais.

Protocolado no Conselho Universitário (COUN) no dia 10 de março, o pedido de 30 horas de Jandaia do Sul não foi autorizado pela comissão de  flexibilização da jornada  sob a justificativa de que o campus não chega a abrir por 12 horas conforme memorando do Professor Edelvino Razzoli,  da Pró-Reitoria de Administração.

Após pressão e conversa com a Direção do Campus Jandaia, os técnicos administrativos reuniram diversos documentos que comprovam que o campus precisa abrir 12 horas ininterruptas para garantir o bom funcionamento dos cursos de graduação. Na prática, hoje, parte dos técnicos administrativos já iniciam sua jornada antes das 8 horas e encerram suas atividades após as 18 horas.

A comunidade universitária apóia e quer as 30 horas

Durante a assembleia,  os TAE’s apresentaram ao diretor do campus Eduardo Teixeira da Silva um abaixo-assinado em que os estudantes reivindicam o funcionamento das atividades da universidade em turnos contínuos. Além de precisar de espaços para desenvolver atividades de monitoria, pesquisa e extensão, os estudantes reclamam que o intervalo do almoço impede que eles possam usar a biblioteca, por exemplo. Dos 500 estudantes, mais da metade já assinaram o documento.

“Os TAE´s  conseguiram o apoio dos coordenadores de pesquisa, extensão, monitorias e dos estudantes para que as atividades possam ser exercidas das 7 às 19 horas”, relata Carla Cobalchini, diretora do Sinditest, presente na assembleia.

O diretor do Campus de Jandaia do Sul, Eduardo Teixeira da Silva, se comprometeu em encaminhar novamente o pedido de flexibilização da jornada, atendendo ao critério que condiciona as 30 horas ao atendimento contínuo por 12 horas.

Confusão

O memorando conduzido pelo Pró-Reitor de Administração, Edelvino Razzoli Filho, limita o atendimento até às 17h30. Porém, no contrato assinado entre FAFIJAN e UFPR para aluguel do espaço, a restrição para uso do espaço após as 19h é extensivo apenas a salas de aula.

Os andares onde estão localizadas as unidades administrativas, laboratório e biblioteca, são de uso exclusivo da UFPR, sendo que algumas salas de aula, sala de vídeo conferência e sala de atividades formativas podem ser utilizadas normalmente pelos estudantes.

Ou seja, além da necessidade acadêmica para a extensão do horário de atendimento, não há impeditivo legal.

(Atualizado em: 28/03/2016)

Assessoria de Comunicação do Sinditest-PR

Compartilhar.

Autor

Leave A Reply

X