NOTÍCIAS

16/06/2016 - Geral / UFPR / UNILA / UTFPR

Hoje é dia de Paralisação Nacional nas Universidades; serviço público continua na mira do governo



Em greve de 24 horas iniciada hoje,16, pela manhã, os servidores técnico-administrativos da UFPR, UNILA, UTFPR e os trabalhadores da FUNPAR/HC e EBESERH/HC se reuniram no pátio da reitoria da UFPR para debater educação e saúde públicas, o PL 257 e sobre o cumprimento do acordo de greve de 2015.

A paralisação faz parte de um ato nacional em todas as universidades públicas federais do país. Caravanas de todos os estados também se deslocaram até Brasília para fazer um grande ato público. A caravana do Sinditest-PR lotou dois ônibus. “Se a gente não se movimentar o Senado vai aprovar o que quiser”, avisou Carla Cobalchini, da direção do sindicato.

Hoje a noite acontece a reunião do Fórum Nacional das Entidades do Serviço Público Federal que deverá decidir sobre as próximos mobilizações. No final de semana acontece a Plenária Nacional da FASUBRA, a qual deve apontar estratégias de ação específica para os TAE`s.

PL 257

O pacote de medidas apresentado no PL 257 foi encaminhado com urgência por Dilma Roussef no início do ano e agora tramita em regime de prioridade no governo Temer. Desde então o PL assumiu a forma de Projeto de Emenda Constitucional (PEC) – ainda sem número, uma espécie de “PEC do teto dos gastos públicos”. “Em vez de cumprirem o que diz a constituição sobre o direito à educação, saúde, moradia e segurança, eles querem cumprir a lei de responsabilidade fiscal, que interessa aos poderosos e não aos trabalhadores”, arremeteu Mariane Siqueira, da direção do Sinditest.

O pacote pretende aplicar medidas severas contra os serviços públicos a partir de janeiro de 2017, congelando salários e contratações, realocando e ampliando a dívida pública para estados e municípios, dentre outras, e nada poderá ser alterado dentro de no mínimo uma década, e ainda, com tem caráter de vigência de 20 anos.  “Sem reajuste, inclusive com o acordo de greve ameaçado, sem concurso público, sem melhorias nas condições de trabalho. Não tem discussão em pelo menos 10 anos”, alertou Mariane.




Acordo de Greve

Em 2015 os técnicos administrativos fizeram 133 dias de greve para chegar ao acordo de aumento de salarial parcelado em duas vezes, 5,5% em agosto deste ano e 5% em janeiro de 2017.Os servidores denunciam que o cumprimento o acordo está ameaçado já que os acordos realizados entre as 44 carreiras do serviço público federal foram desmembrados em 14 projetos de leis diferentes, e até agora só se efetivou o aumento para o judiciário e Ministério Público. “O impacto pro governo é de migalhas, é insignificante perto dos 50% no orçamento que está comprometido com a dívida pública e isso é questão de escolha”, analisou Carla e emendou: “Esse PL 257 está dando garantia pros governos de chegar na nossa cara e dizer que estão impedidos por lei de garantir o acordo de greve”.

A direção do sindicato alertou todos os trabalhadores a ficarem atentos nos próximos dias porque a qualquer momento mais assembleias, mobilizações, paralisações e até mesmo greve por tempo indeterminado podem ser convocados pela FASUBRA e demais entidades dos SPF’s. “É o momento de se aquecer e unificar, preparar pra grande luta que está vindo”, anunciou José Carlos de Assis, da coordenação da FASUBRA e direção do Sinditest.

Greve FUNPAR/HC

Durante as atividades de hoje Carmen Luiza Moreira, coordenadora-geral do Sinditest, relatou que a direção e membros da comissão obreira foram chamados para uma reunião com a direção do HC para tratar das escalas da greve. “Hoje ocorreu um problema numa cirurgia no hospital porque os servidores RJU’s também estão paralisados. Nós estamos em greve há uma semana e isso não entra na conta dos 50%”, explicou Carmen sobre as escalas de trabalho dos fundacionais.

Até o momento não há nenhuma novidade acerca da contraproposta de reajuste de 12,06% apresentada pela categoria. Amanhã, às 9 horas, com saída em frente ao prédio do Anexo B do HC, os trabalhadores farão novo ato de rua.

Especial COUN - EBSERH

No dia 30 de junho haverá uma sessão temática especial no Conselho Universitário da UFPR para debater a adesão à EBSERH. A sessão será aberta a toda a comunidade, que está desde já, convidada a participar. Horário e local serão divulgados em breve.

Assessoria de Comunicação e Imprensa do Sinditest-PR.


Veja mais notícias UNILA