NOTÍCIAS

23/02/2017 - EBSERH / FUNPAR / Geral / UFPR

Reitor da UFPR anuncia no COUN que todos(as) trabalhadores(as) pagarão mesmo preço no RU



Foto: APUFPR-SSind

Após manifestações de revolta dos(as) trabalhadores(as) FUNPAR e pressão do Sinditest, o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo, acaba de anunciar que todos(as) as categorias de funcionários(as) pagarão o mesmo preço no Restaurante Universitário (RU): R$ 4,50. O informe foi feito na sessão do Conselho Universitário (COUN) da manhã de hoje (23).

Os conselheiros da bancada dos(as) técnicos(as) Carla Cobalchini e Valter Maier defenderam a extensão do benefício a todos(as) os(as) integrantes da base do Sinditest.

Ontem (22), havia sido anunciado que somente os(as) trabalhadores(as) RJU seriam beneficiados com a redução de R$ 6 para R$ 4,50. Funparianos(as) e funcionários(as) EBSERH continuariam pagando R$ 6. A discriminação entre servidores(as) públicos(as) e trabalhadores(as) celetistas causou enorme revolta na base e na direção do Sindicato.

Leia a nota da direção colegiada do Sinditest redigida na quarta-feira (22):

Trabalhadores(as) reivindicam transparência e diálogo sobre valores dos RUs

É muito pedir transparência e diálogo na questão que envolve o preço dos restaurantes universitários? Perguntamos isso porque foi com surpresa que os(as) técnicos administrativos e demais trabalhadores(as) da FUNPAR e EBSERH receberam a notícia de que a Reitoria havia feito uma redução no preço – de 6,00 para 4,50 reais.

O valor mínimo que poderia ser cobrado para as refeições é mesmo R$4,50? Não sabemos, não fomos consultados, não vimos qualquer planilha que justificasse esse número, enfim. Houve uma melhora? Sim, houve. Porém, esta redução ainda está distante do poder aquisitivo dos(as) trabalhadores(as).

SÓ TÉCNICOS RJU

Mais surpresa ainda foi quando constatamos que a redução no preço atinge apenas os(as) servidores(as) RJU. E os(as) trabalhadores(as) da FUNPAR e EBSERH, como ficam nesta história? Esses(as) profissionais também têm desacordo com o valor anteriormente cobrado (R$6,00) e discordam mais ainda quando se veem excluídos da redução do preço. Eles(as) serão tratados(as) de forma diferente, mesmo o assunto sendo questão básica como é a alimentação?

Vale lembrar que a direção do Sinditest, muito tempo atrás quando entregou, durante a campanha, carta com as demandas da categoria aos reitoráveis (Ricardo Marcelo e Marcos Sunye) pautou esta demanda. No documento era reivindicado não apenas a redução no preço mas uma discussão democrática, com diálogo e transparência para solucionar o impasse, iniciado ainda na gestão Zaki Akel, em plenas férias, em janeiro de 2016.

Também em reunião com a Reitoria, os conselheiros técnicos administrativos no COPLAD e CEPE reivindicaram do atual reitor Ricardo Marcelo, urgência na solução desse impasse. Diante das questões lamentavelmente enfrentadas pela UFPR (por exemplo, desvios de dinheiro de pesquisas, superfaturamento e nepotismo nos contratos do DNIT), realmente parece que o valor das refeições dos restaurantes universitários é pequeno demais e de bem mais fácil solução.

IGUALDADE ENTRE FILIADOS(AS)

O Sinditest e sua direção colegiada não faz distinção entre os(os) filiados(as) de sua base. Todos, sem exceção e independentemente dos vínculos empregatícios (RJU, FUNPAR, EBSERH) são tratados igualitariamente. Direitos e deveres são para todos(as) e de todos(as). Assim é nossa luta.

Nessa questão especifica dos restaurantes universitários, os(as) trabalhadores(as) da FUNPAR, por exemplo, são os que mais têm sido penalizados, em função dos baixos salários e de condições precárias de trabalho (o restaurante que funcionava dentro do HC foi fechado). Aos(as) profissionais da EBSERH também reivindicamos valor reduzido, ainda que a redução não seja satisfatória

REUNIÃO COM A REITORIA

Diante da indignação da direção e dos(as) filiados(as), o Sinditest encaminhou ofício à Reitoria solicitando agendamento de reunião para que o tema seja discutido. Tão logo tenhamos resposta comunicaremos à base para que seja montada uma comissão com representantes da direção e dos três vínculos envolvidos.

Direção Colegiada do Sinditest


Veja mais notícias EBSERH