NOTÍCIAS

10/05/2017 - Geral / UTFPR

Sinditest reúne pela primeira vez subcomissões de 30h e delegados(as) de base da UTFPR



“Os(as) diretores(as) estão usando o parecer da CGU [Controladoria Geral da União] como se fosse lei para intimidar os trabalhadores e trabalhadoras. Estão fazendo isso à revelia, de forma arbitrária. Precisamos aproveitar esse momento para mobilizar a categoria. As 30 horas são uma pauta que une os(as) técnicos(as)”, relataram participantes das subcomissões de 30 horas dos campi da UTFPR, que estiveram reunidos em Curitiba com os(as) delegados(as) de base eleitos(as) pelos(as) técnicos(as) da instituição na última sexta-feira (5).

A iniciativa, promovida pelo Sinditest, teve por objetivo discutir a flexibilização da jornada junto aos(as) representantes da base e o Sindicato. A ideia é que juntos(as) busquem uma solução para a intransigência da Reitoria, que não tem executado uma deliberação do Conselho Universitário. 

Para Michele Luvison, representante da UTFPR Apucarana, o saldo do encontro foi bastante positivo. “Conseguimos fazer um levantamento de como estão os processos de 30 horas nos campi. Vimos que tem bastante diferença, mas a grande maioria esta mobilizada para fazer acontecer de fato”.

Apenas os campi de Toledo e Santa Helena não enviaram representantes. “Sabemos que está acontecendo uma movimentação para o fim das 30 horas, por isso estamos nos antecipando, nos fortalecendo. A nosso ver, esta reunião é responsabilidade e competência da instituição, coisa que ela nunca fez. Então, nessa omissão o Sindicato mobilizou todos os esforços e trouxe essas pessoas para discutir aquilo que é dever da instituição”, afirmou Wesley Trevisan, da UTFPR Londrina.

A discussão sobre as 30 horas continua com a realização de seminários e assembleias em todos os campi. Fique atento(a) às nossas redes sociais!

Silvia Cunha,
Assessoria de Comunicação e Imprensa Sinditest-PR.


 

Veja mais notícias UTFPR