NOTÍCIAS

06/06/2017 - FUNPAR / Geral

Assembleia FUNPAR organiza luta por aumento real

Trabalhadores(as) FUNPAR/HC se reuniram para organizar a luta por uma campanha salarial vitoriosa, com reposição da inflação mais 3% de aumento real, e discutir os ganhos sociais já obtidos nas negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2018, em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (6), no hall da direção do HC.



Conquistas

A comissão obreira informou à categoria as vitórias sociais conquistadas até o momento. Muitos foram os ganhos relativos a atestados médicos: aumento do prazo para entrega de três para cinco dias; realização de plantões da equipe do SESMT duas vezes por semana no Hospital, para que o(a) trabalhador(a) não precise se deslocar até a João Negrão para entrega do atestado; possibilidade de entrega do atestado por terceiros.

Além disso, a categoria conquistou o direito a um dia inteiro de folga em dias de greve parcial ou geral dos ônibus, em que o(a) funpariano(a) vá trabalhar, não importa com qual meio de transporte. Quanto ao adicional de férias em atraso, o(a) trabalhador(a) poderá optar por remarcar seu período de descanso, caso o pagamento não tenha saído no prazo correto. Se a opção for por gozar das férias, elas serão estendidas na mesma quantidade de dias que o pagamento estiver em atrasado.

Para os(as) funparianos(as) que estudam, o horário de trabalho poderá ser flexibilizado, por exemplo, com 15 minutos de entrada mais cedo para que a saída possa se dar 15 minutos mais cedo. Em caso de realização de prova de vestibular ou concursos, o dia de falta será abonado.

Outro ponto vitorioso conseguido pelos(as) trabalhadores(as) foi a extensão da licença para cuidar de parentes dependentes, como sobrinhos, que estejam doentes – para além dos(as) familiares já contemplados(as), como cônjuge e filhos(as). Funparianos(as) do Centro Cirúrgico e da Unidade de Processamento de Materiais Esterilizados (UPME) conquistaram o direito a adicional de periculosidade.

Plantonistas agora poderão tirar folga de sábado e domingo uma vez por mês. Até o momento, o(a) trabalhador(a) só podia folgar no sábado ou no domingo. Uma demanda da Comissão Interna de Prevenção de Acidentens (CIPA) também foi conquistada: uma sala para a realização das reuniões e atividades.

Assista ao vídeo em que a advogada do Sinditest Gabriela Caramuru informa as conquistas sociais da campanha do ACT 2017/2018.

Aumento real

Apesar de os ganhos sociais terem sido numerosos e importantes, a luta por um aumento digno continua. “Essa desculpa de que não tem dinheiro não cabe mais. Vamos brigar, sim, para que tenhamos aumento real! Uma universidade deste tamanho, reconhecida, prestigiada, que vai para fora ganhar prêmios, vir com esse discurso de que não tem recurso... Isso não cola mais! Não queremos mais mendicância!”, reivindicou a trabalhadora Juçara de Oliveira, membro da comissão obreira.

Ela convocou os(as) trabalhadores(as) a expressar a sua revolta para elaborar frases de efeito para o mutirão de confecções de cartazes. Os(as) funparianos(as) também gravaram vídeos exigindo do reitor um reajuste digno: reposição da inflação mais 3% de aumento real. Assista aqui.

A próxima reunião com a patronal será realizada nesta sexta-feira (9), às 9h, na sede administrativa do Sindicato. Todos(as) os(as) trabalhadores(as) estão convocados(as) a comparecer com suas camisetas da campanha salarial para pressionar a Reitoria e a FUNPAR por um aumento digno.






Luisa Nucada,
Assessoria de Comunicação e Imprensa do Sinditest-PR.


Veja mais notícias GERAL